Segunda, 31 Maio 2021 19:31

Reisada é marco da cultura em Rorainópolis

José Lima dos Santos, conhecido como Mestre Zé da Viola, é maranhense de nascimento. Ainda jovem, migrou com a família para o Pará, onde passou a juventude na zona rural de São Domingos do Araguaia.

Zé da Viola foi um dos contemplados pelo Governo de Roraima, por meio da Secult (Secretaria de Cultura) com recursos da Lei Aldir Blanc, por meio do Prêmio Joel Rodrigues de Cultura Popular e Afro-Brasileira.

Ele é um dos organizadores da Reisada em Rorainópolis, uma festa popular realizada no mês de janeiro no Sítio Jerusalém desde 1993, quando veio morar em Roraima, em homenagem ao nascimento de Jesus e aos Três Reis Magos.

Acompanhado por um grupo de moradores, todos os anos eles percorrem as ruas das cidades e até propriedades rurais, de porta em porta, anunciando a chegada do Messias, pedindo prendas e fazendo louvações aos donos das casas por onde passam.

Mestre Zé da Viola conta que aprendeu a tocar violão observando um amigo do seu pai com o instrumento, mas nunca teve oportunidade de estudar a música.

“Eu morava no interior e não estudei, aprendi apenas decorando com a cabeça. Naquela época não tinha estudo, tinha apenas para quem tinha condições. Aprendi olhando. Uma vez, vi um homem que morava perto do meu pai e ele batia a viola. Fiquei observando e meu pai comprou um violão velho, me chamavam para cantar repente, mas não foi estudo, tudo meu é natural”, relembra.

Uma das principais características do evento são os trajes usados pelos participantes, em geral, roupas muito coloridas, chapéus, fitas e espelhinhos, além de visitar a casa dos amigos e cantar antigas canções de louvor. A caminhada é tradição em Rorainópolis durante a Festa Comunitária que ocorre há quase 30 anos.

 

Reisada

Também conhecida como Folia dos Reis, a Reisada é uma manifestação cultural religiosa festiva praticada pelos adeptos e simpatizantes do catolicismo. O intuito é relembrar a atitude dos Três Reis Magos, que partiram em uma jornada à procura do Menino Jesus Cristo.

 

Visita aos artistas culturais

Uma equipe da Secult realizou uma visita ao mestre em sua residência. A ação faz parte de uma série de visitas que a secretaria realiza a artistas culturais renomados do Estado de Roraima com a proposta de receber sugestões e um feedback para ações realizadas pela pasta.

“Por meio dessas visitas, poderemos traçar propostas e receber sugestões para traçar políticas públicas e construtivas que possam contemplar esses artistas”, explica o secretário de Cultura. Shérisson Oliveira.

Além do secretário Shérisson, a equipe contou com o secretário adjunto Jaffé Oliveira, e o diretor de Promoção Cultural, Enos Almeida.